Tag: Espiritualidade

Trintena a São José

Ó amabilíssimo patriarca São José! Desde o abismo da minha pequenez e miséria contemplo-Vos com emoção e alegria da minha alma em Vosso trono do céu, como glória e gozo dos bem-aventurados, mas também como pai dos órfãos na terra, consolador dos tristes, amparador dos desvalidos, auxiliador dos anjos e santos diante do trono de Deus, de Vosso Jesus e de vossa Santa Esposa.

Por isso, eu, pobre, desvalido, triste e necessitado, a Vós dirijo hoje e sempre minhas lágrimas e penas, minhas súplicas e clamores da alma, meus arrependimentos e minhas esperanças ; e especialmente hoje, trago-Vos diante do Vosso altar e da Vossa imagem uma pena que consoleis, um mal que remedieis, uma desgraça que impeçais, uma necessidade que socorrais, uma graça que obtenhais para mim e para meus seres queridos.

E para comover-Vos e obrigar-Vos a ouvir-me e obter-me estas graças, Vo-las pedirei e demandarei durante trinta dias contínuos, em reverência aos trinta anos que vivestes na terra com Jesus e Maria e o farei urgente e confiantemente, invocando todos os títulos que tendes para compadecer-Vos de mim e de todos os motivos que tenho para esperar que não dilatareis ao ouvir minha súplica e remediar minha necessidade sendo tão certa minha fé em Vossa bondade e poder, que ao senti-la, Vos sentireis também obrigado a obter e dar-me ainda mais do que Vos peço e desejo.

Peço-Vos pela bondade divina que obrigou ao Verbo Eterno a encarnar-se e nascer na pobre natureza humana, como Filho de Deus, Deus homem e Deus dos homens.

Suplico-Vos por vossa ansiedade imensa ao sentir-Vos obrigado a abandonar a Vossa Santa Esposa.

Rogo-Vos por Vossa resignação dolorosíssima para buscar um estábulo e um presépio para palácio e manjedoura de Deus nascido entre os homens.

Imploro-Vos pela dolorosa e humilhante circuncisão de Vosso Jesus; e pelo Santo, Glorioso e Dulcíssimo nome que lhe impusestes por ordem do Pai Celeste.

Demando-Vos por Vosso sobressalto ao ouvir do anjo a morte decretada contra Vosso Filho Deus; Por Vossa obedientíssima fuga ao Egito, pelas penalidades e perigos do caminho, pela pobreza extrema do desterro e por Vossas ansiedades ao voltar do Egito a Nazaré.

Peço-Vos por Vossa aflição dolorosíssima de três dias, ao perder Vosso Filho e por Vossa consolação suavíssima ao encontrá-lo no templo; por Vossa felicidade inefável dos trinta anos que tivestes em Nazaré com Jesus e Maria sujeitos à Vossa autoridade e providência.

Rogo-Vos e espero pelo heroico sacrifício com que oferecestes a vítima de Vosso Jesus ao Deus Eterno, para a cruz e para a morte, pelos nossos pecados e nossa redenção.

Demando-Vos pela dolorosa previsão que fazíeis todos os dias ao contemplar aquelas mãos infantis perfuradas depois na Cruz por pregos agudos; aquela cabeça que se reclinava dulcissimamente sobre Vosso peito, coroada de espinhos; aquele divino corpo que apertáveis contra o Vosso coração, despido, ensanguentado e estendido sobre os braços da Cruz naquele último momento que lhe víeis expirar e morrer.

Peço-vos por Vossa dulcíssima passagem desta vida nos braços de Jesus e Maria, Vossa entrada no limbo dos Justos e ao fim nos céus.

Suplico-Vos por Vosso gozo e Vossa glória, quando contemplastes a Ressurreição do Vosso Jesus, sua subida e entrada nos céus, seu trono de Rei imortal dos séculos.

Demando-Vos por Vosso inefável júbilo, quando vistes sair do sepulcro a Vossa Santíssima Esposa ressuscitada, e ser assunta ao céu pelos anjos, coroada pelo Eterno e entronizada num sólio junto ao Vosso.

Peço-Vos e rogo-Vos confiantemente pelos Vossos trabalhos, penalidades e sacrifícios na terra e por Vossos triunfos, glórias e feliz bem-aventurança nos céus, com Vosso Filho Jesus e Vossa esposa Santa Maria.

Ó meu bom patriarca São José! Eu, inspirado nos ensinamentos da Santa Igreja, de seus Doutores e Teólogos, e no sentido universal do povo cristão, sinto em mim uma força misteriosa, que me alenta e obriga a pedir-Vos e suplicar-Vos e esperar que me obtenhais de Deus a grande e extraordinária graça que vou por diante da Vossa imagem e do Vosso trono de bondade e poder nos céus:

(Aqui se faz o pedido)

Obtende-me também para os meus e para os que pediram que rogue por eles, tudo quanto desejam e lhes é conveniente.

– Rogai por nós, ó glorioso patriarca São José.
– Para que sejamos dignos das promessas de Cristo.

OREMOS: Ó Deus, que em vossa inefável Providência escolhestes São José para esposo de Maria, Mãe do Vosso Filho, fazei que, venerando-o na terra como protetor, mereçamos tê-lo como intercessor nos céus. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém.

A benção da Epifania do Senhor

A benção da Epifania do Senhor

Bênção do giz para abençoar a casa por ocasião da Epifania do Senhor

Por ocasião da Solenidade da Epifania, há um costume católico antigo de marcar com giz a porta de entrada das casas dos fiéis. Trata-se de consagrar a casa ao Senhor Jesus.

A Comunidade Católica Missionária Ignis, apresenta o ritual da Bênção da Epifania do Senhor

download pode ser feito abaixo gratuitamente. Aproveite!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Rosarium Corona Perfectorum

Rosarium Corona Perfectorum

O rosário da Bem-Aventurada Sempre Virgem Maria

“Enquanto tiver forças, rezarei o rosário; quando meus lábios não puderem pronunciá-lo, rezá-lo-ei com o coração” (São Paulo da Cruz)

Editado pela Comunidade Católica Missionária Ignis, ele traz as orações e meditações do rosário mariano em bilíngue (latim-português)

download pode ser feito abaixo gratuitamente. Aproveite!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Ofício da Imaculada Conceição

Ofício da Imaculada Conceição

Ofício da Imaculada Conceição

O Ofício da Imaculada Conceição foi escrito no Século XV pelo franciscano Bernardino Bustis, e aprovado pelo Papa Inocêncio XI, em 1678. Devemos sempre dar graças. E nunca deixar de pedir a Deus o auxilio eficaz da Sua Mãe, sob esse nome de Imaculada Conceição.

A Comunidade Católica Missionária Ignis reza o Oficio da Imaculada aos sábados as 17hs em nossa página do instagram @comunidadeignis

download pode ser feito abaixo gratuitamente. Aproveite!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Via Sacra escrita por Dom Antônio de Castro Mayer

VIA SACRA

Escrita por Dom Antônio de Castro Mayer

A devoção da Via-Sacra consiste na oração que acompanhar o Nosso Senhor Jesus Cristo em sua paixão, desde o Tribunal de Pilatos até o Monte Calvário.

Para uma devoção piedosa desta tradicional oração, a  Comunidade Católica Missionária Ignis apresenta a Vis Sacra escrita por Dom Antônio de Castro Mayer.

download pode ser feito abaixo gratuitamente. Aproveite!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Você pode contribuir com a comunidade

ASSOCIAÇÃO MARIA AUXÍLIO DOS CRISTÃOS

Agência 0001 – Operação 013
Conta Corrente 17769042-7
CNPJ 30.110.931/0001-03

Comunidade Ignis
Até a morte luta pela verdade
e o Senhor Deus combaterá por ti

Evangelize compartilhando!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter