Desenvolvimento da Doutrina Católica – Início

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Os doze apóstolos

A difusão da verdade cristã se fez em etapas diferentes, segundo as necessidades do momento. A idade apostólica revestiu um caráter catequético ; os apologistas caracterizam o segundo século ; os Santos Padres não apenas refutam os erros, mas sobretudo aprofundam a doutrina católica.

Os Apóstolos

A pregação foi primeiramente verbal segundo a ordem de Cristo: “Ide e pregai o Evangelho”. Dos Apóstolos somente Mateus, João, Pedro, Tiago e Judas nos deixaram escritos. A necessidade de comunicar-se com as cristandades longínquas trouxe os primeiros escritos, que foram as Epístolas, começando com S. Paulo (talvez em 49 ou 50) e terminando com S. João ( depois de 90 ).

Os Evangelhos chamados sinóticos, com narração simples dos fatos e discursos de Cristo, precederam ao de S. João, mais profundo e doutrinário. São Mateus foi o primeiro a escrever, em 50 aproximadamente, e em aramaico; os outros foram escritos em grego, sendo o de São João dos fins do primeiro século.

Padres Apostólicos

Os escritores eclesiásticos contemporâneos dos Apóstolos, seus discípulos diretos ou indiretos, deixaram-nos obras em geral muito simples, instruções e exortações aos bons costumes, explicações da Sagrada Escritura e resumo da doutrina cristã.

São Clemente de Roma, 4º Papa, discípulo de São Pedro, deixou uma carta aos coríntios, que é excelente atestado do primado do Papa. Outro discípulo do Príncipe dos Apóstolos, Santo Inácio de Antioquia, na sua viagem para Roma, onde foi martirizado, escreveu sete cartas a várias cristandades, advertindo-as contra as heresias; aconselhando a resistência e a unidade da fé, pedindo que rezem por ele que vai ser moído nos dentes dos leões como o trigo de Cristo. — O bispo de Esmirna, São Policarpo, discípulo de São João, foi a última testemunha apostólica.

De autor desconhecido, a Didaqué, de alto valor, é documento dos mais antigos da Igreja (ano 70 a 90). Vários outros escritos e escritores são de menor importância.

Símbolo dos Apóstolos

O mais importante documento da idade apostólica é o Símbolo dos Apóstolos. Querem uns que seja composto pelos Apóstolos antes de se separarem, a fim de manterem mais facilmente a unidade do ensino. Outros o atribuem a São Pedro e São Paulo, em Roma. O teor é, sem dúvida, de origem apostólica: doutrina simples, sem alusão às heresias, cristologia histórica, nenhuma especulação teológica, pensamento e linguagem do tempo apostólico.

Formulário dado aos catecúmenos, tornou-se logo um documento oficial da fé católica, expressão infalível do ensino da Igreja, de insuperável autoridade abaixo dos livros inspirados. O texto primitivo era mais simples que o atual.

Mons. Álvaro Negromonte,
Vitória sobre o erro, Livro História da Igreja

Artigos relacionados

Você pode contribuir com a comunidade

ASSOCIAÇÃO MARIA AUXÍLIO DOS CRISTÃOS

Agência 0001 – Operação 013
Conta Corrente 17769042-7
CNPJ 30.110.931/0001-03

Até a morte luta pela verdade
e o Senhor Deus combaterá por ti

Evangelize compartilhando!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter